Comportamento dos lobos
 
   Cães
   Cães
   Raças de cães
   Cuidados e alimentação

   Gatos
   Os gatos
   Raças de gatos

   Cavalos
   Os cavalos
   Raças de cavalos

   Mamíferos
   Coelhos
   Elefantes
   Esquilos
   Hamsters
   Lobos
   Os lobos
   Comportamento dos lobos
   Matilhas de lobos
   Lobo Ibérico
   Macacos
   Morcegos
   Ursos

   Mamíferos marinhos
   Baleias
   Focas
   Golfinhos
   Orcas

   Felinos
   Leões
   Leopardos
   Linces
   Tigres

   Répteis
   Crocodilos
   Iguanas
   Serpentes
   Tartarugas

   Mundo marinho
   Peixes
   Tubarões

   Aves
   Águias
   Pássaros
   Pinguins

   Insectos
   Borboletas
   Formigas

   Animais
   Animais famosos
   Cuidados de animais
   Curiosidades sobre animais

   Imagens
   Desenhos
   Fotos
   Fundos de Ecrã
   Imagens graciosas
   Gifs animados


Comportamento dos lobos
126

Comportamento dos lobosA espécie de lobos é considerada como a super predadora. Isto significa que não tem competência externa de outros animais que determinem a sua população. Por isso, o seu nível de crescimento dependerá exclusivamente pela quantidade de alimento de que disponham ou as possíveis doenças que afectem os seus membros. Os lobos são animais sociáveis, vivem em grupos ou alcateias. Dentro de cada grupo existirá uma hierarquia interior que dirigirá o comportamento dos seus membros.

A existência destas alcateias têm como objectivo a sobrevivência. Também existem casos de lobos solitários, que procuram outros lobos ou outras alcateias para integrarem-se. Os lobos geralmente têm uma camada por ano, apesar de às vezes haver o caso de terem duas. Têm entre 3 a 8 crias de cada vez. A amamentação dura um mês e as crias são alimentadas por qualquer fêmea da matilha, sejam as suas mães ou não. Durante esse tempo, a fêmea alimento a cria e o lobo alimenta a fêmea.

Quando as crias cumprirem três meses, passam a ser considerados lobos jovens. Ao ano e meio de idade são considerados finalmente lobos adultos. A hierarquia dentro de cada matilha é marcada logo desde do princípio. Uns exemplares mandam no resto, normalmente pelo seu físico e pelo seu carácter. Esta ordem também é seguida na altura da escolha da alimentação e na produção.

De resto, se existem crias que são muito mais débeis do que os outros, a mãe pode chegar a rejeitá-los. Dentro de cada sexo também existe uma hierarquia. Os das posições mais altas são conhecidos como “alfa”, os seguintes “beta” e assim sucessivamente, até chegar aos últimos que são conhecidos como os exemplares “ómega”.

Imprimir artigo Enviar artigo
Tags:   lobos, mamíferos
Contacto MundoEntrePatas.com. O teu portal sobre os animais: cães, gatos, esquilos, coelhos, hamsters...
Condições de uso