Os elefantes
    Animais     Mamíferos     Elefantes     Os elefantes
 
   Cães
   Cães
   Raças de cães
   Cuidados e alimentação

   Gatos
   Os gatos
   Raças de gatos

   Cavalos
   Os cavalos
   Raças de cavalos

   Mamíferos
   Coelhos
   Elefantes
   Os elefantes
   Características dos elefantes
   Espécies de elefantes
   Elefante Africano
   Elefante Asiático
   Imagens de elefantes
   Esquilos
   Hamsters
   Lobos
   Macacos
   Morcegos
   Ursos

   Mamíferos marinhos
   Baleias
   Focas
   Golfinhos
   Orcas

   Felinos
   Leões
   Leopardos
   Linces
   Tigres

   Répteis
   Crocodilos
   Iguanas
   Serpentes
   Tartarugas

   Mundo marinho
   Peixes
   Tubarões

   Aves
   Águias
   Pássaros
   Pinguins

   Insectos
   Borboletas
   Formigas

   Animais
   Animais famosos
   Cuidados de animais
   Curiosidades sobre animais

   Imagens
   Desenhos
   Fotos
   Fundos de Ecrã
   Imagens graciosas
   Gifs animados


Os elefantes
66

Os elefantesElefante é o nome que sempre foi conhecido o maior mamífero (terrestre) do mundo. Hoje em dia existem duas espécies diferentes de elefantes. O elefante Asiático ou Índiano e o elefante Africano. Ambas as espécies ocupam vários variados, como desertos, savanas, zonas de florestas tropicais, vales com rios, zonas montanhosas de grande altura, etc.

Os animais primitivos dos elefantes são os mamutes e os mastodontes. A tromba dos elefantes é uma adaptação do nariz e é especialmente sensível a todo o tipo de odores e sabores. É a característica física mais distinta dos elefantes. Trata-se de um músculo comprido sem quaisquer ossos.

É um órgão muito preciso que pode apanhar coisas delicadas ou pequenas sem problemas. Também utilizam a tromba para emitir sons, para tomar banhos de areia, para derrubar obstáculos, eliminar a vegetação, etc. Os banhos de areia consistem em que o elefante encha a tromba de terra muito fina e pulverizar-se com ela. Este processo não afecta a capacidade olfáctica nem a gustativa do animal.

As presas também são outra das características típicas da imagem que temos de um elefante. Estas presas que sobressaem são dentes da mandíbula superior e crescem ao longo da sua vida. Algumas presas podem chegar a medir até três metros e meio de comprimento.

A alimentação dos elefantes se baseia em talos, folhas, ervas, madeiras, etc, tudo com pouco valor energético. Por este motivo, devem mastigar grandes quantidades de alimento por dia para sobreviver. Isto pressupem um desgaste dos seus dentes. No caso do elefante, isto soluciona trocando os dentes que estão gastos por outros novos.

Assim, os primeiros dentes molares aparecem aos 14-15 anos de idade. Aos 28-30 anos, os dentes são substituídos por outros novos. Estes segundos molares duram até aos 40 anos do animal aproximadamente e dão lugar a novos até aos 60-70 anos. Nessa altura, normalmente o elefante morre por ser incapaz de mastigar toda a quantidade de alimento que requer para sobreviver.

Os chamados elefantes brancos, ou melhor, os de cor clara ou manchados de claro, são exemplares muito raros.

Imprimir artigo Enviar artigo
Tags:   elefantes, mamíferos
Contacto MundoEntrePatas.com. O teu portal sobre os animais: cães, gatos, esquilos, coelhos, hamsters...
Condições de uso