Ursos-pardos
    Animais     Mamíferos     Ursos     Ursos-pardos
 
   Cães
   Cães
   Raças de cães
   Cuidados e alimentação

   Gatos
   Os gatos
   Raças de gatos

   Cavalos
   Os cavalos
   Raças de cavalos

   Mamíferos
   Coelhos
   Elefantes
   Esquilos
   Hamsters
   Lobos
   Macacos
   Morcegos
   Ursos
   Os ursos
   Espécies de ursos
   Panda vermelho
   Pandas
   Urso-beiçudo
   Urso-de-óculos
   Urso-malaio
   Urso-nandi
   Urso-negro
   Urso-negro-asiático
   Urso-polar
   Ursos-pardos

   Mamíferos marinhos
   Baleias
   Focas
   Golfinhos
   Orcas

   Felinos
   Leões
   Leopardos
   Linces
   Tigres

   Répteis
   Crocodilos
   Iguanas
   Serpentes
   Tartarugas

   Mundo marinho
   Peixes
   Tubarões

   Aves
   Águias
   Pássaros
   Pinguins

   Insectos
   Borboletas
   Formigas

   Animais
   Animais famosos
   Cuidados de animais
   Curiosidades sobre animais

   Imagens
   Desenhos
   Fotos
   Fundos de Ecrã
   Imagens graciosas
   Gifs animados


Ursos-pardos
48

Os ursos-pardos ibéricos são os mais pequenos do mundo, pois os machos raramente passam os 180 kg e as fêmeas pesam cerca de 130-140 kg. As variações de peso nos ursos dependem em grande parte à abundância de alimento e da estação do ano. A sua pelagem varia entre o creme pálido e a cor pardo escura, mas sempre com uma cor quase preta nas patas.

O urso-pardo é um dos poucos animais capazes de se pôr em duas patas. Isto acontece em ocasiões especiais como em lutas, visto que a sua posição natural é de quatro patas. A alimentação do urso-pardo se baseia em frutos, folhas e rebentos, mas depende muito das condições do seu habitat.

Todos os movimentos que o urso realiza o fazem em função da procura de alimento. Assim, a sua hibernação vem determinada pela escassez de comida. Entre os poucos ursos que vivem em Espanha, divide-se em três zonas:

Zona ocidental, que compreende em Astúrias, Castilla león e Galiza (60 exemplares), zona cantábrico oriental (20 exemplares) e zona pirenaica (menos de 5).

Na época do cio, os machos marcam o seu território marcando as árvores com arranhadelas e esfregando-se de forma a deixar o seu odor.

Os ursos são animais solitários e apenas se juntam na altura do cio.

As fêmeas alcançam a maturidade sexual entre os 3 e os 5 anos de idade.

Ursos-pardos

Geralmente têm de uma a três crias e entre uma criação e outra passam cerca de 3 anos. Os ursos-pardos são animais polígamos. A gestação dura entre 8 a 10 semanas e as crias nascem durante a hibernação da mãe. Nascem sim pêlo, cegos, sem dentes e pesando aproximadamente meio kg.

Aos três meses de idade começam a ingerir outros alimentos para além do leite materno, até fazerem um ano.

Quando as crias têm quase 2 anos, a ursa os abandona, mas as crias ficam juntas durante mais um ano.

As principais causas que põem o urso-pardo em perigo são a destruição dos seus habitats naturais e os caçadores furtivos. Os incêndios florestais também destroem os seus ecossistemas.

Desde 1973 a espécie está protegida e a sua caça proibida em todo o território Espanhol. Em Espanha, este declarada com espécie em perigo de extinção.

Imprimir artigo Enviar artigo
Tags:   mamíferos, urso-pardo, ursos
Contacto MundoEntrePatas.com. O teu portal sobre os animais: cães, gatos, esquilos, coelhos, hamsters...
Condições de uso